O desmame do meu filho Hélio

Hoje vou contar a história de como o meu filho se tornou um Homem.

 

Foi no dia em que ele fez 13 anos, dia 5 ou 6 de Agosto. Eu já andava a pensar há uns anos em levá-lo à casa da Kikas no Vale de Santarém, que é uma das minhas casas favoritas, e neste dia o meu cunhado estava doente e o Vitó estava de férias. Então fui só com o Hélio e dei boleia a um amigo dele que ia para o Sardoal.

Não lhe disse nada até lá chegarmos. Só lhe disse que depois disto provavelmente ele já podia mandar aqueles posters da revista do correio da manhã para o lixo e não ia precisar mais de lamber aquele calendário que lhe dei quando fez a primeira comunhão. Ele depois de ouvir isto foi o caminho todo calado. Já devia ir a pensar na mulherada maluca de volta dele e nas histórias que ia contar aos amigos quando voltasse à escola.

 

Quando chegámos lá ele não estava muito bem disposto, então fomos direitinhos ao bar e mandámos dois penaltis de wiskey abaixo. JB o meu favorito, porque nunca dá ressaca, e fomos saboreando um submarino (cerveja com um bagaço) enquanto as meninas começavam a aparecer.

Ele estava tão contente que nem dizia nada e eu então disse-lhe: "Hélio, escolhe a que quiseres e faz o que quiseres com ela que hoje eu pago tudo!" e ele na sua inocência disse: "mas escolho para quê? eu não conheço nenhuma delas." 

 

Entretanto apareceu a Kikas e estivemos à conversa um bocado. Eu disse-lhe que trazia o meu filho para o desmame e que hoje se calhar ficava só a ver. Então ela mostrou-me uma rapariga nova muito gira, que tinha uns olhos de gata, e um par de marmelos que me estavam a deixar louco. O Hélio parecia um bocado indiferente a tudo isto e não consegui que ele falasse com ela. A miúda roçou-se um bocado nele e eu apalpei-a no rabo às escondidas para ela pensar que era o Hélio, mas o puto estava muito estranho e nem tirava as mãos do bolsos, o que ela achou estranho. Passado uns minutos ele foi à casa de banho e esta miúda chegou-se ao meu ouvido meteu-me a mão nas partes e disse-me "5 contos 5 minutos".

 

Fui com ela e nunca mais me lembrei do Hélio. Só lá para as 4 da manhã é que me lembrei do cachopo. Saí a correr e fui dar com ele enfiado num canto a dormir. Acordei-o e disse-lhe: "Ó meu caralho, então eu trago-te ao Vale de Santarém para te fazer um homem e tu vens-me dormir para aqui?" Dei-lhe 5 contos e um preservativo para a mão e disse-lhe "Faz-te um homem, só saímos daqui depois de foderes uma destas porcas!" Falei-lhe até acho que forte demais, para lhe puxar a masculinidade, mas ele levanta-se e diz-me: "Pai, eu sou homossexual" Fiquei branco, nem consegui olhar para ele, nem palavras me saiam da boca. Agarrei-lhe por um braço deixei lá 30 contos, meti-o no carro e fomos para casa.

 

Ontem ele apresentou-nos a namorada e disse-me em privado: "Pai, lembras-te quando me levaste à Kikas?" Ele disse que não se queria lembrar disso, "vou-te explicar uma coisa" e começou " depois de tu teres desaparecido com aquela miúda, a Kikas veio ter comigo e perguntou-me: "quantos anos tens tu?" e eu disse-lhe "faço hoje 13" e ela disse "eu gosto muito do teu pai, mas o que ele está a fazer é uma parvoíce, vamos fazer assim, se ele insistir para ires com uma das meninas diz-lhe que és homossexual, vais ver que ele nunca mais te chateia e que te leva logo para casa, e guarda bem os 5 contos que ele te vai dar. Vais ver que ele não se vai lembrar mais disso e podes comprar umas belas revistas das prateleiras de cima"

 

Ontem saiu-me um grande peso de cima das costas e acho que realmente podia estar errado. Mas resumindo esta história toda o que me parece é que quem fazia anos era a Kikas. Levou-me 35 contos e durante 15 anos pensei que o meu filho era gay. Agora percebo o que é um verdadeiro desmame.

 

Um video musical do Jaimão com chamas no balcão (ele tem lá garrafa de wiskey)
tags: ,
publicado por fax às 09:32 link do post | comentar | favorito